Dia Mundial da Filosofia provoca debate sobre “convivência” em Brasília

 

Brasília, 9/11/2016 - Neste sábado (12/11) celebra-se O Dia Mundial da Filosofia e Brasília (DF) vai ter uma programação especial, aberta ao público, com atividades que levam à reflexão sobre como estamos aplicando o ‘amor à sabedoria’ (= filosofia) de forma prática em nossas vidas.

A programação, elaborada pela organização Nova Acrópole, será realizada no Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios, a partir das 10 horas e estende-se até às 22h. A participação nas atividades é gratuita sem necessidade de inscrição. Clique aqui para ver: Programação Dia Mundial da Filosofia 2016

ORIGEM - O Dia Mundial da Filosofia foi instituído pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura) em 2005 com base no valor legado pela filosofia ao desenvolvimento do pensamento humano em cada cultura e cada indivíduo, sustentando que o pensamento crítico ajuda a dar sentido à vida e às ações realizadas no contexto internacional.

Desde então, a Organização Internacional Nova Acrópole celebra o Dia Mundial da Filosofia nos mais de 50 países em que atua promovendo debates, palestras, exposições, painéis e eventos diversos. Esta celebração é feita com a participação e apoio de instituições como Universidades, Associações e Organismos internacionais. No Brasil, a data é celebrada em 80 sedes constituídas em diferentes estados.

TEMÁTICA - Anualmente é proposta uma temática a ser debatida. Este ano é "Convivência: Como somar num mundo em conflito?".

O evento recebe apoio da UNESCO e abre para a comunidade um concurso e exposição de fotografias, lançamento de livro, painel de debates, palestra e apresentações artísticas, conforme a programação.

A temática da Convivência vai explorar o papel das relações humanas e do respeito entre as diferentes culturas, povos e crenças para apoiar o desenvolvimento social, político e econômico. Essencialmente, o desenvolvimento baseia-se na promoção da pessoa humana e do seu conjunto de relações consigo mesma e a sociedade onde vive. São laços de confiança e respeito, empatia e ajuda mútua que permitem às pessoas unirem-se em torno de projetos comuns geradores de civilidade e desenvolvimento. É na riqueza de trocas entre as pessoas que as ideias surgem, novos projetos nascem e é possível fazer a sociedade avançar em termos de conhecimento e progresso científico e tecnológico. O sectarismo gera guetos e conflitos que atrapalham o desenvolvimento.

SUPERFICIAIS - O momento, porém, é contraditório. Enquanto nos comunicamos efusivamente, temos crescentes problemas de depressão e sociopatias. São superficiais as relações. Quando as pessoas sabem se relacionar, geram mais vida e criatividade e conseguem crescer e promover o desenvolvimento comum em todos os níveis. Esses aspectos serão abordados de alguma forma em toda a programação que a Nova Acrópole preparou para você, confira e participe:

Programação Nova Acrópole para o Dia Mundial da Filosofia http://www.diamundialdafilosofia.com.br/brasilia-lago-norte

 

#DiaMundialDaFilosofia; #NovaAcrópole; #MuseuDaRepública

Mais informações:
Nova Acrópole Brasília/Lago Norte
Tels.: (61) 3468-5006 e 9 9309-5225